Paisagens do entorno do Rio Camboriú são retratadas em projeto

Paisagens do entorno do Rio Camboriú são retratadas em projeto

Rio Camboriú_Gabriel Gallarza (2)

A paisagem natural, as construções e os modos de produção e de vida ao longo das margens do Rio Camboriú serão inventariados. Coordenado pelo arquiteto Gabriel Gallarza e patrocinado pela Lei de Incentivo à Cultura (LIC) de Balneário Camboriú, o projeto “Paisagem Cultural do Rio Camboriú” pretende identificar e registrar as manifestações culturais que foram e são desenvolvidas no entorno do rio.

O projeto consiste em uma pesquisa, na forma de um inventário, sobre as paisagens do Camboriú, considerado patrimônio da cidade. Essa pesquisa, que começou no início de 2016, abrange as áreas de arquitetura, urbanismo, meio ambiente, história, jornalismo e fotografia. Serão identificados e analisados não só o desenho urbano e o paisagismo, mas também os saberes, os ofícios, as celebrações, as formas de expressão, entre outros aspectos da cultura imaterial.

Da pesquisa, resultará um relatório com o levantamento técnico-poético do entorno do rio, no trecho de Balneário Camboriú. De acordo com Gallarza, o material conterá informações transdisciplinares de especialistas de diferentes áreas, com metodologias técnicas de pesquisa, e ainda apresentará recortes da paisagem estudada de maneira mais livre e autoral, com licença poética. Esse relatório será entregue ao Arquivo Histórico e, posteriormente, publicado. A previsão é de que o material seja concluído no final de agosto. O Arquivo Histórico receberá ainda ficha cadastral para cada bem cultural inventariado.

Também ocorrerão uma ação performática de navegação, com um atleta especialista em canoagem, e um piquenique nas margens do Camboriú.

Um blog com as novidades sobre o projeto já está no ar. Pelo https://retratosdocamboriu.wordpress.com, é possível acompanhar as ações e os bastidores da pesquisa. Quem tiver fotos, mapas e histórias referentes ao rio e quiser contribuir com o projeto pode contatar o Núcleo Catarinense de Fotografia (NCF), pelo e-mail nucleocf@gmail.com ou pelo telefone (47) 3081-2273.

“O reconhecimento dos rios urbanos como paisagem cultural é um mecanismo de valorização da natureza e das relações que estabelecemos com ela. A preservação dos recursos hídricos e a valorização da dimensão simbólica da água são de vital importância para o desenvolvimento sustentável das cidades. Buscamos com essa pesquisa resgatar o verdadeiro valor de riqueza dos rios urbanos, relembrar memórias de seus usos e interações em tempos passados, bem como revelar que ainda podemos tê-los como um berço de vida, cultura e bem-estar”, diz Gallarza.

Mais informações com Gabriel Gallarza pelo fone (47) 9278-3488.
Prefeitura de Balneário Camboriú

Fundação Cultural

Texto: Silvana de Castro (jornalista)

Foto: Gabriel Gallarza/ Divulgação

Assessoria de Comunicação: (47) 3366-5325

www.culturabc.com.br

facebook.com/fundacaocultural

www.balneariocamboriu.sc.gov.br

facebook.com/prefeituradebalneariocamboriu

instagram.com/prefbc

Matérias similares

No related posts found.