Festival da Canção: Letras da eliminatória de 29/11 (sexta-feira)


Warning: file_get_contents(https://culturabc.com.br/wp-content/uploads/2019/11/capas3-1-scaled.jpg): failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 404 Not Found in /home/culturabc/www/wp-includes/class-wp-image-editor-imagick.php on line 156

Warning: file_get_contents(https://culturabc.com.br/wp-content/uploads/2019/11/capas3-1-scaled.jpg): failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 404 Not Found in /home/culturabc/www/wp-includes/class-wp-image-editor-imagick.php on line 156

Confira abaixo as letras, em ordem de apresentação, da eliminatória de 30/11/2019 (sexta-feira) do Festival da Canção e cante junto!

Intérprete: RENATA CRISTINA PANTOJA
Responsável pela Melodia: RENATA CRISTINA PANTOJA
Responsável pela Letra: RENATA CRISTINA PANTOJA
Responsável pelo Arranjo: RENATA CRISTINA PANTOJA

Título da canção: Violando

Letra:

Apago sombra

Desenho porta

Escrevo errado

Por linha torta

Fecho saída

Abro comporta

Faço de tudo pra regar a minha horta

Mais, quem se importa?

 

 

Degelo caldo

Aqueço gelo

Penteio linha

Bordo cabelo

Amor bandido

Melhor não tê-lo

Não sou remédio para dor de cotovelo

 

 

Choramingo riso, quando escuto choro

Bandolim, cavaco, pandeiro de couro

Valorizo o aço muito mais que o ouro

Com violão tenho um longo namoro

 

 

Bebo comida

Chupando cana

Rumino vento

Rodo baiana

Mastigo folha boliviana

Sou mulher macho, mas, não sou paraibana

Mas, quem me engana?

 

 

Gosto de pinga

De vinho tinto

Não sou amante

Do absinto

Falo a verdade

As vezes minto

Mas desfazer do samba-choro eu não consinto

 

 

Choramingo riso, quando escuto choro

Bandolim, cavaco, pandeiro de couro

Valorizo o aço muito mais que o ouro

Com violão tenho um longo namoro


 

Intérprete: Osmar Fernandes
Responsável pela Melodia: Glênio Marques Pinto e Osmar Fernandes
Responsável pela Letra: Glênio Marques Pinto e Juan Daniel Isernhagen
Responsável pelo Arranjo: Marcos Nascimento e Jucelino Machado

Título da canção: O SENTIDO DE VIVER

Letra:

O sentido de viver…

 

Um olhar manso, jeito simples sem mistério,

Passos tranquilos com marcas de solidão.

Traz na garganta um gosto amargo sem herança

Pois teve na infância a triste sina de ser peão.

 

Jogado ao mundo, enrolado nas macegas

A vida maleva não garante chão nem pão

Viveu criança sobre a dança do trabalho

E o sal do suor temperou seu coração…

 

“Não vê o mundo pelas telas coloridas

E leva a vida no silêncio de algum galpão

Traz dentro d´alma a doçura das pitangas

Porque um cardeal não nasce para ser gavião. ”

 

Hoje cavalga no cavalo da esperança,

Que a própria dança do trabalho encilhou.

Buscando vergas, reparando cercas,

Relembra um tempo que a vida lhe negou

 

Ouve ao longe o cantar dos passarinhos,

Canta baixinho para espantar a solidão…

Buscando sonhos, trilhando novos caminhos

Encontra a paz que falta no coração…

 

“Encontrou rumos na magia do cantar,

Campos e sangas lhe trouxeram a inspiração.

Trouxe a verdade da vivência campesina,

De lida e vida para cantar o seu chão”

 

Um gavião com seu extinto predatório

Vive um cenário de matar para sobreviver.

O Cardeal que é beleza, pureza e sentimento

Encontra nas canções, o sentido de viver…

 

 

Intérprete: Rodrigo Freitas
Responsável pela Melodia: Rodrigo Freitas
Responsável pela Letra: Rodrigo Freitas
Responsável pelo Arranjo: Rodrigo Freitas

Título da canção: A cura de si

Letra:

Os olhos cansados de tanto se ver,

em telas marcadas com digitais,

Um mundo em pedaços tentando sorrir

Procurando um novo olhar.

 

Perdido num horizonte sem fim,

Tentando afinar as notas do sol,

vivendo o Mistério de existir,

na busca de outros sinais.

 

Refr?o

 

Ouvindo os sons  de um novo pulsar,

Sentindo o peso da transformação,

Tentando encontrar a cura de si,

E Curando assim o seu coração.

 

 

seguindo os passos de quem já venceu,

O medo de ser sua própria versão,

Num mundo que gira em torno de si,

a vida n?o é solid?o.

 

 

Perdido num horizonte sem fim,

Tentando afinar as notas do sol,

vivendo o Mistério de existir,

na busca de outros sinais.

 

Refr?o

 

Ouvindo os sons  de um novo pulsar,

Sentindo o peso da transformação,

Tentando encontrar a cura de si ,

E Curando assim o seu coração.

2x

 

Intérprete: PAMPA ROCK
Responsável pela Melodia: Edson wessler
Responsável pela Letra: Edson wessler
Responsável pelo Arranjo: Tiago Crauss

Título da canção: COEXISTIR

Letra:

Olhos claros no contraste da noite

Em caminhos tortos sob a lua

Selando a ilusão  e a sorte

Nessa estrada  sem final,  afinal

A vida passageira sega meus  olhos

Chegamos  ao destino com hora pra voltar

Algum lugar, algum dia

Nos  pertencerá

 

Dias e horas vão  passando,  distante em teu olhar

E a explicação  pra esse momento é mais dificil explicar

 

 

 

Quando teremos um mundo sem pressa p acabar

E um futuro que permita curtir o presente

Nosso dia vai chegar

Com  certeza, temos que lutar

Ou pra coexistir ou pra continuar

 

 

Intérprete: Eduardo Zanon Pereira
Responsável pela Melodia: Eduardo Zanon Pereira
Responsável pela Letra: Eduardo Zanon Pereira
Responsável pelo Arranjo: Eduardo Zanon Pereira, Leonardo Zanon Pereira e Laélio Pereira Junior

Título da canção: Coitado de mim

Letra:

Longe dessa vida normal, diante do que nunca se viu

Pessoas se tratando tão mal, acho que o sistema faliu

É tanta gente aqui nessa rua

Ninguém se olha, ninguém fala nada

Já tô cansado disto tudo, agora é hora de cair fora

Minha mãe um dia me disse, tome cuidando com quem você anda

Enquanto estiver em minha casa, você já sabe quem é “que¨ manda

Então rapaziada, agora é hora de um trabalho mental

Nada como um bom “buteco¨ pra curar o meu baixo astral

Ah Ah Ah Ah Ahhh

Sai fora Malandro, segura essa

Essa é a vida que eu quero, o que é ruim bem pra longe de mim

Os camaradas aqui do meu lado, curtindo a vida até o meu fim

Nada é fácil não meu irmão,  a coisa não tá tão boa assim

Se cochilar o cachimbo cai, jacaré vira bolsa coitado de mim

Coitado de mim

Não é tão fácil assim

Coitado de mim,

Tão fácil assim.

 

 

Intérprete: Juliano Moreno (Gravação)
Responsável pela Melodia: Juliano Moreno
Responsável pela Letra: Juan Daniel Isernhagen
Responsável pelo Arranjo: Juliano Moreno

Título da canção: A FLOR DA HONESTIDADE

Letra:

A FLOR DA HONESTIDADE…

 

Tecida em fios de luz, que irradiam claridade,

A flor da honestidade emana brilho e candura

Cultivada em terra boa, vai muito além da vaidade

Encontra-se na verdade, o sentido real da vida

 

Um pai, que já foi semente, faz- se planta e dá seu fruto.

Mostra assim o futuro, trazendo o filho pela mão.

Mais que nas próprias palavras – no exemplo que carrega

Honestidade ;  mãos na terra… e valores no coração.

 

Aos versos que somos nós, honestidade é a rima mais pura

Traz candura, irradia, claridade a quem a olhar

A flor singela traz, mais que beleza; magia e luz

Recebe, quem a conduz, a melhor semente a cultivar…

 

Passar adiante a semente: plantar, regar, florescer

Mostrar o viço das flores,  valores que tem na raiz.

Mesmo que não brilhem aos olhos, enobrece a nossa alma

Traz o sono dos sensatos, que acalma e nos faz feliz…

 

– A flor da honestidade é plantada em vasos miúdos,

No próprio pátio da casa… depois de flor, ganha asas

De um exemplo se espalha, ganha força em sua raiz.

Gerando sementes boas  … pra salvar esse país.

 

Intérprete: Franciele Souza
Responsável pela Melodia: João Gabriel Rosa/Herus cardoso da silva
Responsável pela Letra: Iradi Chaves
Responsável pelo Arranjo: João Gabriel Rosa/Herus cardoso da silva

Título da canção: Nos campos dos teus olhos

Letra:

Nos campos dos teus olhos

 

 

Nos campos dos teus olhos plantei  meu olhar

 

Deles fiz meu mundo e motivos pra sonhar

 

Na fonte dos seus carinhos o amor quis se acordar

 

Duas vidas num poema do mesmo milonguear

 

 

Dois corações batendo na luz da mesma chama

 

Num oceano de caricias na vida de quem se ama

 

Sentimentos são estradas que nos unem e nos hermana

 

No encontro de dois lábios que a alma se inflama

 

 

Para quem busca estrelas nas retinas de um olhar

São luas que se procuram difícil de dominar

A alma tem dessas coisas quando quer se revelar

Pois só o tempo e a vida fazem tudo se eternizar

 

 

Segredos de viver a dois de amar e compreender

 

Com emoções e caricias em sua razão de ser

 

Neste universo de sonhos tudo pode acontecer

 

Para tudo ter sentido na luz de um bem querer

 

 

Nos teus olhos eu mirei com canto e melodia

 

Me faz sorrir e chorar num encanto de magia

 

Nesta tormenta de anseios abraço noite e dia

 

Rendo meu canto para ela com alma em poesia

 

 

Intérprete: Danilo Melo
Responsável pela Melodia: Danilo Melo
Responsável pela Letra: Danilo Melo
Responsável pelo Arranjo: Neto Fernandes

Título da canção: Remadas

Letra:

Quantas remadas,

Nessa jornada?

Quanta água engolimos,

Nessa tormenta?

 

Quantos destinos?

Sei porque vimos,

E por medo fugimos,

Esperando o clarear na imensidão.

 

Naufragamos porque fomos,

Todos os amores,

Com sabores e seus dissabores,

Na intensidade de quem quer,

De quem se quer.

 

O barco se vai,

O barco já corre,

O barco vai longe,

Mas vai sem ninguém,

Não sei se embarco ou te chamo,

Nem sei mais se te amo,

Nessa estrada estranha, o que se faz?

 

O teu olhar me embala,

Os meus braços remam,

O teu sorriso me acalma,

Lembro de tudo que fomos,

Todos os caminhos,

E todos os abismos,

Aqueles medos bobos,

Pra aprender a se amar.

 

O barco se vai,

O barco já corre,

O barco vai longe,

Mas vai sem ninguém,

Não sei se embarco ou te chamo,

Nem sei mais se te amo,

Nessa estrada estranha, o que se faz?

 

Quantos caminhos,

Tantos destinos,

Quantos lugares,

Chegamos e partimos,

Mas eu fui contigo, agora não mais,

Eu fui contigo, e te deixei pra trás,

Não sei embarco ou te chamo,

Nem sei mais se te amo nessa estrada estranha.

 

Intérprete: David Silva Ferreira
Responsável pela Melodia: David Silva Ferreira
Responsável pela Letra: David Silva Ferreira
Responsável pelo Arranjo: David Silva Ferreira

Título da canção: Lembrança

Letra:

O vento na beira do mar

A cantar como um rio

Me sorriu pescador

Na rede do tempo pesou

No mar me atirou

E nas pedras fiquei

 

Lembrança é palavra que dói

Como a maré rói

A madeira do cais

Palavra saudade é ferida exposta

Que mostra o amargo da vida

 

Mandei pelo vento do mar

A cantiga cantar

Para você dormir

Nas asas de uma borboleta

Palavra bonita

Escrevi pra você

 

Lembrança é palavra que dói

Como a maré rói

A madeira do cais

Palavra saudade é ferida exposta

Que mostra o amargo da vida

 

Intérprete: LUF MAYR (LUIS FERNANDO DUWE)
Responsável pela Melodia: LUIS FERNANDO DUWE (LUF MAYR)
Responsável pela Letra: LUIS FERNANDO DUWE (LUF MAYR)
Responsável pelo Arranjo: LUIS FERNANDO DUWE (LUF MAYR); RAFAEL ROSSETO; JOÃO \”SIGMA\”, e; MAICONTED

Título da canção: MENINA LUA

Letra:

ELA É TODA BRANQUINHA CHEIA DE MANIA

ME ACORDA TODO DIA COM SEU ROM-ROM

GOSTA DE FICAR DORMINDO O DIA INTEIRO SENTINDO O MEU CHEIRO NO COBERTOR, NO TRAVESSEIRO

MAS QUANDO A MADRUGADA VEM NÃO TEM PRA NINGUÉM O QUE ELA QUER É DAR NO PÉ

 

(REFRÃO)

ÔÔÔ MENINAAA

TU NÃO É DO SOL

TU É DE LUA!

CHEGA MAIS PERTO E ILUMINA

BEM RADIANTE

MENINA LUA!

 

EU TE QUERO, QUERO, QUERO! BEM COLADINHA NO MEU CORPO

DESSE JEITO BEM MAROTO É QUE EU TE LEVO

EU ABRO UM VINHO PONHO LENHA NA FOGUEIRA

PRA PODER FICAR CONTIGO SÓ DE BOBEIRA

 

AMANHÃ JÁ VAI CHEGAR

MAL ESPERO TE REENCONTRAR

TUDO QUE EU SEMPRE QUIS

É ESTAR COM VOCÊ FELIZ

 

– REPETE REFRÃO –

 

EU TE QUERO, QUERO, QUERO! BEM PERTINHO DO MEU CORPO

DESSE JEITO BEM MAROTO É QUE EU TE LEVO PRA CAMA

EU ABRO UM VINHO PONHO LENHA NA LAREIRA

PRA PODER FICAR A NOITE INTEIRAAA

 

–  REPETE REFRÃO  –

ÔÔÔ MENINAAA LUAAAA

LUA, LUA, LUA

ÔÔÔ MENINAAA LUAAAA

LUA, LUA, LUA

 

Festival da Canção: Letras da eliminatória de 28/11 (quinta-feira)


Warning: file_get_contents(https://culturabc.com.br/wp-content/uploads/2019/11/capas2-scaled.jpg): failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 404 Not Found in /home/culturabc/www/wp-includes/class-wp-image-editor-imagick.php on line 156

Warning: file_get_contents(https://culturabc.com.br/wp-content/uploads/2019/11/capas2-scaled.jpg): failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 404 Not Found in /home/culturabc/www/wp-includes/class-wp-image-editor-imagick.php on line 156

Confira abaixo as letras, em ordem de apresentação, da eliminatória de 28/11/2019 (quinta-feira) do Festival da Canção e cante junto!

Intérprete: Música Orgânica
Responsável pela Melodia: André de Miranda
Responsável pela Letra: André de Miranda, Carlinhos Ribeiro, Cezinha Silva e Bruno Kohl
Responsável pelo Arranjo: André de Miranda, Carlinhos Ribeiro e Cezinha Silva

Título da canção: Furacão

Letra:

Furacão – (André de Miranda, Carlinhos Ribeiro, Cezinha Silva e Bruno Kohl)

 

O que será de cada ser, de cada sorte, de cada tempo

O que será do amor e do respeito, existirá só no meu peito

O que será de cada cor, de cada sonho, de cada beijo

O que será do amor e do respeito existirá só no meu peito

O que será de cada filho, de cada irmão, de cada mãe

O que será do amor e do respeito existirá só no meu peito

 

O que será da gente

O que será de nós

De mim de ti deste lugar

Pra onde isso vai…

 

Será que vamos juntos

Ou será que o tempo vai nos separar

Será que erguemos muros e esses muros é que vão nos derrubar

Será que cada um de nós está aqui ali em todo lugar

Será que este lugar também está em cada um de nós

 

Em cada pedra

Cada gesto

Cada casa

Cada povo

Cada estrela

Cada céu

Cada espelho

Cada escada

Cada força

Cada rito

Cada bicho

Cada espera

Cada livro

Cada grilo

Cada crença, ira, guerra, ida, vinda, lua, medo, mar e treva, mata, raio, fogo, terra, vento, pó

 

Crítico, signo, gênero, número, métrica, espírito, trópico, lógica, ritmo, estilo, mergulho, barulho, respiro, esfera, cilada, pancada

 

Grito, toco, soco, parto, crivo, seta, meta, flecha, arco, nota, mapa, trilha, passo, traço, laço, corpo, jogo, alma, olho, tapa, furo, e coração

 

Sol, sal, pé, pão, rio, nó, nau, cão, som, tom, fé, pá, chão, ar, lar, dom, pai, mãe, cor, dor, mão, furacão

 

Intérprete: Renato Janini
Responsável pela Melodia: Renato Janini
Responsável pela Letra: Renato Janini
Responsável pelo Arranjo: Renato Janini

Título da canção: Pleonasmo

Letra:

Tanta coisa pra viver

Viver pra coisas tantas

Me faz, faz-me

Reagir, agir, rir, ir

 

Tanta coisa pra tecer

Ser, entrelaçar, preencher

Encher, encher

Até

 

Tornar algo cheio sem deixar vazio

Acrescentar o que lhe falta

E lhe completar

Ahhh

 

E apertar a mão quando a maré subir

Conhecer o sabor da compreensão

Sem deixar de entender

Que isso é também amar  (2x)

 


 

Intérprete: Ricardo Ledoux
Responsável pela Melodia: Ricardo Ledoux
Responsável pela Letra: Ricardo Ledoux
Responsável pelo Arranjo: Ricardo Ledoux, Felipe Muller e Julay JB

Título da canção: Vento

Letra:

Vento (modus operandis)

 

Vento que vem leve, pro abrigo

O que te convém nesse destino

Que há de te levar

 

Vento que vem furacão e delírio

Destroços detêm o, seu convívio

Que haverá de te libertar

 

O sol bola de brilhar

Brilha nas águas do espelho de seu olhar

Desse modus operandis de se agir e se pensar

Desse modus operandis de se agir e se pensar

Se pensar

 

O amor vai se libertar

Seio do afeto na fúria de se alimentar

Solto animal que a vida o refugiou

 

Tanto que tem

Não passa do umbigo

Próprio refém de um destino

Que haverá de te libertar

 

O sol bola de brilhar

Brilha nas águas do espelho de seu olhar

 

 

Composição de Ricardo Ledoux

 


 

Intérprete: Iara Maria Germer
Responsável pela Melodia: Iara Maria Germer
Responsável pela Letra: Iara Maria Germer
Responsável pelo Arranjo: Rafael Calegari

Título da canção: Contemplação

Letra:

AS TRÊS MARIAS OLHAVAM POR NÓS

TEMPOS DE CALMARIA

CONSPIRAÇÃO DO UNIVERSO MEU BEM

MEU ZEN, CONSTELAÇÃO

 

MINHA LUA

MEU ANEL DE SATURNO

MEU PLANETA

TODO CÉU É UM MAR DE ESTRELAS

 

DIAMANTES

ENFEITANDO A NOITE

E NÓS ALI

DEITADOS A VÊ-LAS

 

BRILHANTES, CADENTES, COMETAS

NA NOITE, SEMENTE DA MANHÃ

 

Intérprete: Felipe Moron Escanhoela
Responsável pela Melodia: Felipe Moron Escanhoela
Responsável pela Letra: Felipe Moron Escanhoela
Responsável pelo Arranjo: Felipe Moron Escanhoela

Título da canção: Roque Pa Ouvi na Rede

Letra:

Roque Pa Ouvi na Rede (Felipe Moron)

 

Essa trilha que eu fiz procê

Cê decide como é que faz

Põe na faixa de um LP

Ou na lista do Spotify

 

Antes que vire pop inglês,

Ou que um hacker pirata roube

Pra dizer que você que fez,

Põe no vídeo do seu YouTube

 

Essa música é pra você

Mas não pense que vai de graça

Leve junto esse meu sofrer

E três sábado de manguaça

 

Então pega essa melodia

E enfia na sua goela

Pra sentir o sabor de azia

Das palavra que fiz pra ela

 

Foi difícil fazer as rima

Parecer hilarotragédia

Como essa daqui de cima

Que não tem nem na Wikipédia

 

Botei eco nessa canção

Fiz firula, gravei batuque

Ta uma boa demonstração

Pra colar no seu Facebook

 

Essa moda que é tipo um rock

Vai com todos estrangeirismo

Inclusive um bacilo Koch

Das Europa do romantismo

 

Uns três metros de fumo em corda

Pra dar nó no que não tem jeito

Um ventrículo que transborda

E uma história que trava o peito

 

Esse som é procê cantar

Na balada, pôr na pickup

E com pinta de Ringo Starr

Mandar foto no Whatsapp

 

Então pega sua toada

Põe guitarra e pedal que zune

Faz a banda com a gurizada

Grava alto pra ouvir no ITunes

 

Só não deixe minhas mazela

Que a internet já repercute

Acabar como a foto dela

Que sumiu no mural do Orkut

 

 

Intérprete: Arele e Bruno Moritz
Responsável pela Melodia: Bruno Moritz Neto
Responsável pela Letra: Arele Almeida Vachtchuk Pradella
Responsável pelo Arranjo: Bruno Moritz Neto

Título da canção: Acorda Amor

Letra:

Amanheceu

Eu acordei

Sorri feliz quando te vi

 

Que horas são?

Eu me perdi!

O mundo gira e nós dois aqui

 

Já é oito da manhã

Hora do café

Dá vontade de ficar

Só um pouco mais

 

Um chamego é bom demais

E um cafuné

Mas a vida é pontual

Vou partir

 

Meu amor, por favor

Não me esqueça jamais

 

O Sol se pôs

Ao som do mar

E a paz a brisa a me tocar

 

Se bem me quer

Ou mal me quer

A margarida que dirá

 

Anoiteceu

E quando vi

Você voltou para mim

 

É tarde amor

Vamos dançar

E no teu peito descansar

 

 

 

Intérprete: Vitor Soltau
Responsável pela Melodia: Bruno Kohl/Vitor Soltau
Responsável pela Letra: Bruno Kohl
Responsável pelo Arranjo: Vitor Soltau

Título da canção: Todo Meu Nascer do Sol

Letra:

Eu ainda ouço o mar

e o vai e vem das conchas

procuro ondas que beijaram os teus pés

doce dança das marés

vi um anjo flutuar sobre as dunas

teu cabelo estelar prende a lua

todo meu nascer do sol

todo meu nascer do sol

a esperança traz lampejos de lembranças com você

feito rastro de farol

 

 

 

Intérprete: Mario Tetto Pereira Neto
Responsável pela Melodia: Mario Tetto Pereira Neto
Responsável pela Letra: Mario Tetto Pereira Neto
Responsável pelo Arranjo: Mario Tetto Pereira Neto

Título da canção: Sem medo de errar

Letra:

Só mais uma vez pra poder provar

mas pra que chorar, se nós nascemos pra vencer

Mais uma dia então pra poder lutar

Deixa iluminar, a vida é bem melhor quando se tem alguém

No coração, deixa livre pra gritar sem ter medo de errar

Agora sim …

Estou preparado pra seguir em frente

Me dê um beijo pro favor meu bem me entende

Espera por mim

Saudade sei que todo mundo sente

E um grande amor permanece para sempre

E dentro de nós não vai ter fim

 


 

Intérprete: Leandro Brandão Seivald
Responsável pela Melodia: Leandro Brandão Seivald
Responsável pela Letra: Leandro Brandão Seivald
Responsável pelo Arranjo: Leandro Brandão Seivald

Título da canção: Permita-me

Letra:

Tenho andado o tempo todo só pensando em você

Venho andando há muito tempo, e há muito tempo esperando aparecer

Alguém que me leve às alturas

Que seja além de uma paixão

Que transpareça nos seus olhos a pureza do seu coração

 

Meu amor, por favor

Permita-me, me dê a honra de poder chamar de \”meu amor\”

O amor é o autor

Que em nosso livro deixou dito, no final, que és o meu amor

 

Ando contra, e controlando, o tempo esperando pra te ver

E esse ponteiro que não colabora, parece querer me enlouquecer

Guardo o sorriso na memória, seus beijos de doce sabor

Eu quero logo te abraçar bem forte e poder te chamar de meu amor

Tenho andado o tempo todo pensando em você

E às vezes fico meio ansioso, não consigo me conter

Espero que você também pense que entre nós tudo pode dar certo

Vamos nos entregar de corpo e alma, e de coração aberto

 

Meu amor, por favor

Permita-me, me dê a honra de poder chamar de \”meu amor\”

O amor é o autor

Que em nosso livro deixou dito, no final, que és o meu amor


Intérprete: Guilherme Liberato (Vocal), Mathias Sani Richter (Bateria), Adalberto de Andrade (Guitarra), Miguel dos Santos (Contrabaixo).
Responsável pela Melodia: Mathias Sani Richter, Guilherme Liberato, Adalberto de Andrade, Miguel dos Santos.
Responsável pela Letra: Mathias Sani Richter, Guilherme Liberato, Adalberto de Andrade.
Responsável pelo Arranjo: Mathias Sani Richter, Guilherme Liberato, Adalberto de Andrade.

Título da canção: O Grande Estado

Letra:

Vinha um garoto, cheio de esperança.

Seu olhar lhe fazia valente, esbanjando confiança.

Sonhos, desejos, anseios, rasgados ao meio

formando uma triste lembrança.

 

(Verso A)

No meio do mar

De gente a cantar

De roda a girar

 

A hora a passar

A banda a tocar

A luz do luar

 

No fim do entardecer

 

(Verso B)

O sol se põe e o céu se fecha!

Agora já não tenho pressa!

Levaram tudo o que é meu

Levaram tudo o que é meu!

 

(Refrão)

Me lembro então, o porquê estou aqui!

O real motivo que me fez sorrir

Pequeno então é o que me fez cair

 

Agressão, Violação!

 

(Verso C)

Sem poder sorrir

O mundo a cair

Não sei mais fingir

 

Tentando voltar

Pra algum lugar

Sem vista pro mar

 

No fim do entardecer

 

(Verso B)

O sol se põe e o céu se fecha!

Agora já não tenho pressa!

Levaram tudo o que é meu

Levaram tudo o que é meu!

 

(Refrão)

Me lembro então, o porquê estou aqui!

O real motivo que me fez sorrir

Pequeno então é o que me fez cair

 

Agressão, Violação!

 

(Verso D)

Largado! Desamparado, no grande estado!

O redentor só observa

O que me resta?

Qual é o meu saldo?

Saio correndo pela vida no

grande estado, desamparado!

Preso num beco sem saída

eu faço a reza…

 

E o redentor só observa!

O redentor só observa…

 

Festival da Canção: Letras da eliminatória de 27/11 (quarta-feira)


Warning: file_get_contents(https://culturabc.com.br/wp-content/uploads/2019/11/capas-scaled.jpg): failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 404 Not Found in /home/culturabc/www/wp-includes/class-wp-image-editor-imagick.php on line 156

Warning: file_get_contents(https://culturabc.com.br/wp-content/uploads/2019/11/capas-scaled.jpg): failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 404 Not Found in /home/culturabc/www/wp-includes/class-wp-image-editor-imagick.php on line 156

Confira abaixo as letras, em ordem de apresentação, da eliminatória de 27/11/2019 (quarta-feira) do Festival da Canção e cante junto!

Intérprete: Joana Castanheira
Responsável pela Melodia: Joana Castanheira
Responsável pela Letra: Joana Castanheira
Responsável pelo Arranjo: Joana Castanheira

Título da canção: Para (Des)conhecido

Letra:

Foi silêncio quando viu que me entreguei

Eu não vi o cenário

Quis que você visse quando eu passei

Dentro do meu imaginário

 

Tua boca que eu tanto desejei

Sem receio nos meus lábios

E o teu beijo foi tudo que eu guardei

E o teu cheiro pelo armário

 

Mas eu confundi um dia com um mês

Entendi ao contrário

E eu que amava te encontrar lá pelas três

Me perdi no horário

 

O que é que te faz crer

Que esse teu jeito que acaba comigo

Vai me ganhar toda vez

Que eu te encontrar por aí

 

Não me deixa esquecer de vez

Teu olhar de embaraço

Vai, me dá a chance de um talvez

Diz pra mim que tava errado

 

Intérprete: Davison Wormz
Responsável pela Melodia: Davison Wormz
Responsável pela Letra: Davison Wormz
Responsável pelo Arranjo: Davison Wormz

Título da canção: Sem Volta

Você chegou sem avisar,

Me perguntou se havia um lar,

Ou se alguém habita nesse coração,

Foi tão difícil acreditar,

Que essa hora ia chegar,

Foi tão ligeira sensação,

Que vem preencher meu peito são.

 

Refrão:

Olha a tua volta,

Não faz de conta ou por obrigação,

Deixa eu conhecer seu mundo e eu te falo um pouco sobre o meu,

 

Depois não tem volta,

A passagem é só de ida nessa estação,

Não vem fazer de conta depois que roubou meu coração.

 

Tudo parece encaminhar,

Olho seus olhos vejo a brilhar,

Não sei o certo o que aconteceu,

Mas sinto seu corpo no meu,

Seria estranho te contar,

Que não consigo te deixar,

Vem me chamar de amor meu bem,

Eu quero ser só seu também.

 

Refrão:

 

Final: Olha tua volta,

Depois não tem volta,

A passagem é sem volta.

 

 

Intérprete: Anis de Flor
Responsável pela Melodia: Anis de Flor, Pedro Germer, Natália Glória
Responsável pela Letra: Anis de Flor e Natália Glória
Responsável pelo Arranjo: Sacha Temer, Pedro Germer, Artur Paz, Anis de Flor

Título da canção: Silêncio

Letra:

Meu amor

Sentir pesa se guardas no calar

Veja, eu já não tenho tempo, não tenho tempo

De te decifrar

 

Veja bem

O tanto que andei para chegar aqui

O tanto que falei aos ventos de sentimento

Deixei ventar o que não cabe em mim

 

Você não desgruda em atos de timidez

Sua voz tão muda grita ao laço que desfez

Mas eu preciso cantar

 

O adubo vem da morte

O tempo é rei

Fiz do amor o meu norte

Se sinto sei

Aqui de fora vejo teu caminhar

E pra enfim sentir basta me olhar

 

Mas eu entrego que a vida sabe o que faz

Tudo bem cair pra encontrar a paz

Se até o sol se curva para a lua brilhar

E tudo o que flori nasceu da terra

 

Intérprete: Rodrigo Freitas e Maison Freitas
Responsável pela Melodia: maison freitas
Responsável pela Letra: Rodrigo Freitas
Responsável pelo Arranjo: maison freitas

Título da canção: A vida nao espera.

Letra:

Tantos planos pra depois, um dia!

Tantos dias pra sonhar, quem sabe?

Tantas duvidas, pra que resposta?

Se o fim de tudo, todos sabem.

 

Tanta coisa pra fazer

 

A vida mergulhada em mil problemas

Todos os problemas s?o criados

Tudo que se faz, talvez n?o volte

mas é melhor n?o esperar sentado

 

Tanta coisa pra fazer

 

Tempo pra que?

Se ja nao sabe o que se quer

A vida nao espera

A vida nao espera

 

Tempo pra que?

Pro telefone, a conta, a tv?

A vida nao espera

A vida nao espera

 

Tantos risos pra se dar de volta

E abraços pra tornar, eternos

Tantas trilhas pra trilhar, v?o bora

Cada passo,  um caminho leva

 

Tanta coisa pra viver

 

A vida transformada em mil poemas

Todos os poemas s?o criados

Tudo que se faz, embora fique

é melhor do que n?o fazer nada

 

Tanta coisa pra viver

 

Tempo pra que?

Pra se ter tempo pra perceber

A vida nao espera

A vida nao espera

 

Tempo pra que?

Pra jantar em família, e aprender

Que a vida n?o espera

A vida n?o espera.

 

 

Intérprete: LUF MAYR (LUIS FERNANDO DUWE)
Responsável pela Melodia: LUIS FERNANDO DUWE (LUF MAYR)
Responsável pela Letra: LUIS FERNANDO DUWE (LUF MAYR)
Responsável pelo Arranjo: LUIS FERNANDO DUWE (LUF MAYR); RAFAEL ROSSETO; JOÃO \”SIGMA\”, e; MAICONTED

Título da canção: MENINA LUA

Letra:

ELA É TODA BRANQUINHA CHEIA DE MANIA

ME ACORDA TODO DIA COM SEU ROM-ROM

GOSTA DE FICAR DORMINDO O DIA INTEIRO SENTINDO O MEU CHEIRO NO COBERTOR, NO TRAVESSEIRO

MAS QUANDO A MADRUGADA VEM NÃO TEM PRA NINGUÉM O QUE ELA QUER É DAR NO PÉ

 

(REFRÃO)

ÔÔÔ MENINAAA

TU NÃO É DO SOL

TU É DE LUA!

CHEGA MAIS PERTO E ILUMINA

BEM RADIANTE

MENINA LUA!

 

EU TE QUERO, QUERO, QUERO! BEM COLADINHA NO MEU CORPO

DESSE JEITO BEM MAROTO É QUE EU TE LEVO

EU ABRO UM VINHO PONHO LENHA NA FOGUEIRA

PRA PODER FICAR CONTIGO SÓ DE BOBEIRA

 

AMANHÃ JÁ VAI CHEGAR

MAL ESPERO TE REENCONTRAR

TUDO QUE EU SEMPRE QUIS

É ESTAR COM VOCÊ FELIZ

 

– REPETE REFRÃO –

 

EU TE QUERO, QUERO, QUERO! BEM PERTINHO DO MEU CORPO

DESSE JEITO BEM MAROTO É QUE EU TE LEVO PRA CAMA

EU ABRO UM VINHO PONHO LENHA NA LAREIRA

PRA PODER FICAR A NOITE INTEIRAAA

 

–  REPETE REFRÃO  –

ÔÔÔ MENINAAA LUAAAA

LUA, LUA, LUA

ÔÔÔ MENINAAA LUAAAA

LUA, LUA, LUA

 

Intérprete: Rívia Mickaelly
Responsável pela Melodia: Bruno Conde
Responsável pela Letra: Bruno Kohl
Responsável pelo Arranjo: Bruno Conde

Título da canção: Cordel das Flores

Letra:

O amor desenhou céu da boca e marfim

Salivou, e salgou esse beijo “Bomfim”

Olho meu lagrimou, viu passar “passarim”

Colibri me colheu flor-delírio e de lis

 

Primavera versou, esse ano dobrou

Fez cordel-oito- pés

 

O amor sombreou em grafite e nanquim

E riscou no meu céu um querer querubim

A visagem avisou que era bom eu fugir

Para teu arrebol: esse \”redemoim\”

 

Iris negra “prelou” em meu corpo pintou

Ao revés com seu sangue incolor

 

A pele escura brilhou

até todo sol de xangô choveu e “dismolhou”

Sabiá fez que veio e \”avuô\”

No mel que em mim derramou

Plantei letra em flor.

 

Intérprete: Banda TerrAvista
Responsável pela Melodia: Micael Graciki
Responsável pela Letra: Micael Graciki
Responsável pelo Arranjo: Micael Graciki
Título da canção: Caçador de Níquel
Letra:

Nosso vizinho Pépe me chamou no muro

Para hablar un poco de la revolución

Que ter o que comer é o melhor futuro

E que o poder revela quem as pessoas são

 

O nosso amigo Pépe me encontrou na estrada

E quis trocar ideias por um certo momento

De como o homem aprendeu pouco ou nada

Trocando as selvas por selvas de cimento

 

Não preciso me apegar a pedaços de papel

Onças e peixes desenhados com a tinta do suor das mãos

Nem um caçador de níquel

A vida inteira caçando e no fim nem levar pro chão

 

Com essa idade Pépe ainda paciente

Contando pra gente algumas verdades

Que ter pouca bagagem é o suficiente

Para que não roubem a nossa liberdade

 

Não preciso me apegar a pedaços de papel

Onças e peixes desenhados com a tinta do suor das mãos

Nem um caçador de níquel

A vida inteira caçando e no fim nem levar pro chão

 

Nem pedaços de papel

Onças e peixes desenhados com a tinta do suor das mãos

Ser um caçador de níquel

A vida inteira caçando e no fim nem levar pro chão

 

Nem pedaços de papel

Onças e peixes desenhados com a tinta do suor das mãos

Ser um caçador de níquel

A vida inteira caçando e no fim nem levar pro chão

 

 

Intérprete: Rafaela Backer
Responsável pela Melodia: Thales Nunes
Responsável pela Letra: Rafaela Backer
Responsável pelo Arranjo: Thales Nunes

Título da canção: Guinguiando nº 2

Letra:

Nadar num mar de piscina, quem não quer

A vista, vista de cima, de onde der

Cê espera só pra ler

Quando o progresso chegar

Já viu que chão maravilha

Será que vão construir

Um Boulevard e um Mall

Será que alguém vai poder vender

Trama de corda e de fita

 

Seis avenidas só com arranha-céu

Cada Km um canal, tal, e um pastel

Apertando pra caber

Imobiliário e hotel

Pra quê recuo na esquina

Se a réstia faz respirar

Na passarela os vagões

Que vão tragando Ipê e ingá

E o labirinto não finda

 

Três Marias não vejo

Na retina frontlights

Eu tenho andado surpreso

Com essa rotina do mais

Fico ao jardim da orla

Grava pra mim a hora

E se cê quiser visitar

Não precisa ser réu

Vou acenar pra você

com o meu chapéu.

 

 

Intérprete: Felipe da Costa Basso
Responsável pela Melodia: Felipe da Costa Basso
Responsável pela Letra: Felipe da Costa Basso
Responsável pelo Arranjo: Felipe da Costa Basso

Título da canção: Energia

Letra:

Tento entender

segredos da Vida

só para ver

o que ela ensina

 

Se o caminho é o objetivo

quero caminhar

sei que quero estar contigo

onde eu for estar

 

quero  \’\’uma pá\’\’ de amigos

salve é bom chegar

abre o melhor sorriso

é bom te encontrar

 

Energia flui ao meu redor

sei que vou voltar pros braços do mar

Energia flui ao meu redor

sei que vou voltar pros braços do mar

 

Quando a noite chegar

e a brisa bater

será que vai estar

só eu e você

 

quero navegar contigo

deixo me levar

hoje o dia ta lindo

mergulho pra purificar

 

Energia flui ao meu redor

sei que vou voltar pros braços do mar

Energia flui ao meu redor

sei que vou voltar pros braços do mar


 

Intérprete: Tonni Moraes e Banda
Responsável pela Melodia: Tonni Moraes
Responsável pela Letra: Tonni Moraes
Responsável pelo Arranjo: Tonni Moraes

Título da canção: Universo da Loucura de Nós Dois

Letra:

Neste céu nublado e cinza

Um romance de cordel faz o tempo se perder na distração

Uma espera sem controle, tudo é muito natural

Tudo é novo, mas o novo é fora do normal

 

Cada vida tem seu jeito e seu valor

Cada qual sabe como deve ser

 

Navegar no universo de nós dois

Na loucura de nós dois

Pelos séculos um dia ou depois

 

Simplesmente um caso simples meio complicado de entender

Meio assim sem mais nem menos sem por quê

Sei que nada é previsível no amor

Mas loucuras não são feitas pra pensar

 

Cada vida tem seu preço sua fração

Cada qual sabe como deve ser

 

Navegar no universo de nós dois

Na loucura de nós dois

Pelos séculos um dia ou depois