Balneário Camboriú Criativa #incubadora

Balneário Camboriú Criativa  #incubadora

Em reunião na manhã desta quarta-feira, 11, Balneário Camboriú preparou a implantação da Incubadora Criativa e forma o seu conselho gestor. O encontro foi na sede da associação empresarial da cidade, a Acibalc. Participaram representantes de entidades empresariais, do poder público, de universidades e potenciais parceiros. A iniciativa é da prefeitura local por meio da Fundação Cultural de Balneário Camboriú, que desde o início do ano passado alinhava o desenvolvimento de uma nova matriz econômica para a cidade.

Além do governo municipal, até agora o Conselho Gestor da Incubadora Criativa de Balneário Camboriú tem garantidas em sua composição as seguintes entidades: Acibalc, Associação das Micro e Pequenas Empresas (Ampe), Convention Bureau e Instituto Federal Catarinense (IFC). “Além do IFC, é um desafio nosso mobilizar as demais universidades, como a Univali e a Avantis, embora esta parceria esteja estabelecida, a exemplo do que já acontece com o Instituto Catarina Criativa e com outros órgãos governamentais, como as secretarias de Turismo e Inclusão Social”, explica o presidente da Fundação Cultural, Anderson Beluzzo.

A Rede Brasil Criativo é uma iniciativa do Governo Federal por meio do Ministério da Cultura com o objetivo de facilitar a criação de centros de inovação e o empreendedorismo no setor da economia criativa, tendo como palavras-chave: valorizar, apoiar, acelerar, incubar, promover e fomentar. Desde o seu lançamento, a rede Brasil Criativo já soma 13 polos, as chamadas #incubadoras. Todas elas estão em estados da federação e no Distrito Federal, sendo a iniciativa de Balneário Camboriú a única que, até agora, foge a essa regra.

Para tanto, Beluzzo esteve em Brasília no início de dezembro e conversou diretamente com Dalva Regina Pereira dos Santos, a coordenadora-geral de ações, empreendedorismo e inovação da secretaria da Economia Criativa do Ministério da Cultura. “Nós enviamos o projeto para o MinC com essa intenção, fomos recebidos e pactuamos com a coordenadora-geral o desenvolvimento de algumas ações que vão permitir a criação desta nova matriz econômica em nossa cidade, começando com a incubadora e seguindo para o estabelecimento de um arranjo produtivo local para a economia criativa”, acrescenta o presidente da FCBC.

Palestra

O diretor do Instituto Catarina Criativa, Cadu Somaggio, palestrou para o grupo na Acibalc. Ele pontuou o mercado criativo no Brasil e no mundo, citando o desempenho econômico do setor no País e a participação incipiente de Santa Catarina nesse contexto. “É louvável esta iniciativa de Balneário Camboriú, pois se apresenta como oportunidade de se desenvolver uma tecnologia que possa ser replicada em todas as regiões do estado e do território brasileiro. Isso porque propõe superar o modelo cultural atual, que é extrativista, partindo para ações planejadas com base na análise dos cenários”, disse Cadu.

Parceiros

A publicitária Ciça Müller, presidente da Acibalc, destaca a importância desta iniciativa. “Desde o primeiro momento em que fomos procurados pelo Anderson Beluzzo demonstramos o interesse da nossa entidade em fazer parte deste processo. Isso porque temos um nicho cultural para atrair mais visitantes para nossa cidade, além do papel a incubadora terá de ensinar ao artista que ele pode ser empreendedor a partir de conhecimentos técnicos, e se torne também um empresário da arte. A economia criativa também vai oportunizar a Balneário Camboriú o turismo de experiência, atraindo mais visitantes e oferecendo mais do que praia e construção civil”, pondera Ciça.

O vice-presidente da Ampe, Nivaldo Ávila dos Santos, também está engajado na formação do polo criativo. “Achei a reunião muito produtiva, pois precisamos buscar novas alternativas para atrair pessoas e negócios para Balneário Camboriú. Estamos junto com a Acibalc e com os demais parceiros nesse caminho”, considera o empresário.

A presidente do Balneário Camboriú Convention & Visitors Bureau, Margot Rosenbrock Libório, considera que todo tipo de ação que fortaleça a cultura local também vai influenciar a atividade turística. “O Convention vem trazer para esse grupo a realidade do empresário ligado ao turismo, que a partir da formação desta incubadora passará a vender também a cultura, aproximando o produtor cultural do comprador do seu produto”, pontua Margot.

Uma nova reunião do comitê gestor do polo criativo de Balneário Camboriú deverá ocorrer ainda em fevereiro, mas a data ainda não foi agendada.

Para saber mais sobre a Rede Brasil Criativo, acesse culturadigital.br/brasilcriativo/

Mais informações
Anderson Beluzzo – (47) 9238.9407

Prefeitura de Balneário Camboriú
Fundação Cultural de Balneário Camboriú
Assessoria de Imprensa
Texto: Vânia de Campos (Jornalista) – (47) 3366.5325
Foto: Dagma Castro
vania.campos@balneariocamboriu.sc.gov.br
culturabc.com.br | facebook.com/fundacaocultural
facebook.com/galeriamunicipaldearte | facebook.com/teatrobrunonitz
balneariocamboriu.sc.gov.br | facebook.com/prefeituradebalneariocamboriu

Reunião Acibalc

Matérias similares

No related posts found.