Inscrições para 4ª Mostra FacineBC – Lei Aldir Blanc

Inscreva-se aqui: https://forms.gle/K6P4ATfyw3oemMgw9

Projeto contemplado pela Lei Aldir Blanc de Balneário Camboriú, a 4ª Mostra FacineBC, abre período de inscrições para os produtores de conteúdo audiovisual e contemplará diretamente 95 pessoas com o recurso recebido.

 

As inscrições começaram no sábado, dia 30 de janeiro e seguem abertas até 28 de fevereiro de 2021. Podem ser inscritos filmes curta e média metragem e a Mostra acontecerá de 25 a 28 de abril.

A 4ª Mostra FacineBC é parte do projeto FacineBC, de autoria da produtora Dagma Castro, contemplado no edital da FCBC com recursos da Lei Aldir Blanc. Totalmente gratuito e tem como objetivo ser uma janela inclusiva e democrática à cadeia produtiva do audiovisual, trazendo em seu conteúdo os eixos de formação e difusão com exibição de filmes, como nas edições anteriores, este ano com as atividades todas em plataformas digitais, devido à Pandemia do novo coronavírus.

 

“A inspiração democrática que construiu e consolidou a Lei Aldir Blanc também é norteamento da “4ª Mostra FacineBC”: – distribuir o recurso ao máximo de profissionais para auxiliar nas despesas momentâneas e contribuir com conhecimento na formação destes para agregar valor ao seu retorno às atividades”, considera a produtora e proponente do projeto, que irá distribuir o recurso entre 55 membros do coletivo do audiovisual e ainda terá 40 vagas de formação em 02 (duas) Master Classes, sendo uma de Roteiro e outra de Montagem (inscrições a partir do mês de março) e para fechar o evento terá o “Encontro Criativo”, um bate-papo entre os profissionais ministrantes das Master Classes com o público, momento em que muitas outras pessoas serão beneficiadas com o projeto.

 

“Nos orgulhamos em ter na região da AMFRI produtoras que hoje orbitam e disputam em editais e espaços nos mercados de produção de conteúdos nacional e internacional, além de diversos profissionais locais que hoje estão compondo quadros em grandes produtoras do país e somando talentos em suas produções. Temos ainda um número considerável de produtores independentes (na cidade e região) que não encontram espaços para exibir e dialogar suas criações com o público, fato importante para o crescimento e desenvolvimento do próprio mercado e dos profissionais ou estudantes de audiovisual”, manifesta Dagma.

 

A importância do FacineBC está em ser uma janela de exibição onde os produtores, acadêmicos, iniciantes ou profissionais independentes possam dialogar, compartilhar seus filmes e fazer dela um ambiente de troca, relacionamento e aprendizado. Neste conceito – de inclusão e oportunidade – que nasceu o objetivo central da “Mostra FacineBC”, para ofertar um espaço democrático e levar formação à cadeia produtiva do audiovisual local, neste ano com sua 4ª edição.

 

Uma Mostra de filmes é uma possibilidade de construir novos olhares, trocar experiência e construir processos, é portanto, parte da formação do cinema. No entanto, este projeto busca alargar este processo com duas (02) Master Classes

 

Roteiro e Montagem, fechando o ciclo no “Encontro Criativo”, um bate-papo entre os dois profissionais que ministrarão as aulas e o público para dialogar sobre o processo criativo, do inicio do filme no roteiro até sua montagem final.

 

A Mostra – inscrições de 30/01 – 28/02

Sendo o conceito da proposta de ser inclusiva e democrática, não tendo caráter competitivo, desta forma a Mostra será classificatória por número de inscrições para atingir o quantitativo da proposta. Serão 40 vagas para exibidores, sendo 20 para produtores locais de Balneário Camboriú, 10 para os municípios vizinhos de Itajaí, Navegantes, Itapema e Camboriú e outras 10 para o restante do estado. Os filmes passarão por curadoria para serem licenciados e exibidos. A curadoria analisará as fichas técnicas preenchidas nas inscrições, o conteúdo dos filmes e a classificação indicativa para montar as grades de exibição dos 04 (quatro) dias da Mostra. Cada exibidor de Balneário Camboriú receberá R$ 600,00 e os demais R$ 200,00; a distinção do valor dá-se por conta do recurso originário ser de Edital de Balneário Camboriú via Lei Aldir Blanc.

 

A Formação

“Promover formação para a cadeia produtiva da cultura, no caso deste projeto o audiovisual, esta parte das Diretrizes e Metas do PMC, devendo ser sempre observada, incentivada e conjugada nos projetos incentivados com recursos públicos, para que possamos cumprir com a política pública da cultura no promover o acesso do público, o fomento aos trabalhadores da cadeia produtiva, a democratização do conhecimento e a formação; o que de certo resulta em qualificação do mercado local e por consequência reverbera na economia da cultura – importante matriz econômica da cidade.” Faz questão de frisar a produtora.

 

Master Classes – Inscrições abrem em março

O projeto da “4ª Mostra FacineBC” busca agregar conhecimento a cadeia produtiva do audiovisual através de um formato que dinamiza o compartilhamento de informações, a Master Class, possibilitando ao público absorver o conteúdo de forma direta e objetiva, ministrado por um especialista na área abordada. Serão 02 (duas) aulas Master Classes, Roteiro e Montagem, com 20 vagas em cada, ministradas por profissionais do cinema Brasileiro; que já executam este formato online e trazem em seus portfólios grandes obras do cinema nacional e internacional e que possibilitarão aos inscritos o contato direto com os saberes e a experiência de quem já atua no mercado.

 

O “Encontro Criativo” – Ofertado como contrapartida do projeto, será transmitido pelo youtube, aberto a todos.

“Os caminhos e as possibilidades que entremeiam do roteiro até a montagem final de um filme, uma obra audiovisual.

  • O roteiro, no cinema – é a base do filme, a parte prima que nasce antes de toda a obra; que terá uma estrutura, trará um conceito, uma narrativa, uma sequência de fragmentos e linha de tempo para contar uma história.
  • A montagem, ou edição – na via de regra segue uma linha do tempo, seleciona, ordena e ajusta os planos do filme. A montagem pressupõe um tratado metódico

 

para chegar no resultado desejado: contar uma história. Tecnicamente o resultado final fica nas mãos e responsabilidade do montador.

Surgem os questionamentos então:

  • O montador sempre deverá seguir o tratado proposto no roteiro?
  • Tem a liberdade criativa de modificar, desconstruir ou até mesmo subverter as regras primas para chegar ao resultado proposto?
  • Pode enfim contar a mesma história por outro olhar?
  • E mesmo que as ordens de sequência, propostas no roteiro, sejam trocadas (como é o caso de “Pulp Fiction”) o cérebro humano irá construir linearmente a mesma história?

Esta será a temática que levaremos para o bate-papo do “Encontro Criativo”, os caminhos e possibilidades que entremeiam do roteiro até a montagem final de um filme.

 

Serviço:

Inscrições da Mostra: de 30/01 – 28/02

Link: https://forms.gle/K6P4ATfyw3oemMgw9 informações : E-mail facinebc@gmail.com

Toda programação poderá ser acompanhada pelas redes sociais do FacineBC Instagram: facinebc

facebebook: facebook.com/facinebc assessoria de imprensa: Helen Francine

Matérias similares

No related posts found.