Fundação Cultural coleta amostras de argamassa da Capela de Santo Amaro

Fundação Cultural coleta amostras de argamassa da Capela de Santo Amaro

Dando continuidade ao projeto de conservação preventiva e restauro da Capela de Santo Amaro, a Fundação Cultural de Balneário Camboriú (FCBC), em parceria com a Fundação Catarinense de Cultura (FCC), coletou amostras para determinar o traço de argamassa e avaliar suas condições. O procedimento é necessário para que as ações corretivas tenham as mesmas propriedades mecânicas, boa aderência aos materiais, controle de retração e para garantir a aparência visual similar que conserve a integridade do edifício.

As coletas foram feitas na tarde desta quinta-feira, 29 de junho, pela conservadora e restauradora da FCBC, Lilian Martins, com a colaboração da arquiteta Cilea Canola e de Julio Cézar Alexandre. Esta ação conta a orientação técnica do arquiteto Diego Fermo da FCC, seguindo o Manual de Conservação e Intervenção em Argamassas e Revestimento à Base de Cal, de Maria Isabel Kanan (Programa Monumenta, IPHAN).

As amostras serão analisadas pelos especialistas do laboratório de química do ATECOR – Ateliê de Conservação e Restauro da FCC, onde serão entregues na próxima segunda, 2 de junho.

A Capela

A antiga Igreja Matriz Nossa Senhora do Bom Sucesso, hoje Capela de Santo Amaro, é a única edificação de arquitetura colonial remanescente em Balneário Camboriú. Foi construída no início do século 19, sendo um dos marcos do período da formação dos povoados costeiros. O prédio e o acervo são tombados como patrimônio histórico municipal e estadual.
Seguindo em linhas gerais o “modelo original” da igreja jesuíta que serviu de base para a arquitetura luso-brasileira até o limiar do século 20, a Capela de Santo Amaro traz as linhas peculiares que marcaram as edificações catarinenses.
Tem um frontão reto interrompido na base, com um óculo posicionando na altura da linha da cimalha. A tinta descascada das paredes posteriores deixa à mostra as pedras empilhadas, utilizadas pelos construtores da época para a sustentação das paredes. Uma nave única abriga a capela-mor e o coro.

Mais informações
Lilian Martins – (47) 3366.5325, das 13h às 19h
restauro.fcbc@balneariocamboriu.sc.gov.br

Matérias similares

No related posts found.