Há três anos, Teatro Municipal Bruno Nitz transforma o cenário cultural da cidade

Há três anos, Teatro Municipal Bruno Nitz transforma o cenário cultural da cidade

 Antes de 2014, ruas e praças serviam de palco para muitos artistas em Balneário Camboriú. Outros precisavam sair da cidade para apresentar seus espetáculos. A partir de 27 de março daquele ano, o cenário cultural da cidade transformou-se, com a inauguração do Teatro Municipal Bruno Nitz.

Com capacidade para 345 pessoas sentadas, o Teatro já levou ao público nesses três anos peças teatrais, musicais, cinema, comédia, apresentações de dança, entre outras atrações. Para celebrar o aniversário da estrutura, a Fundação Cultural de Balneário Camboriú preparou uma programação especial e gratuita de quatro dias, de sexta-feira a segunda-feira (24 a 27 de março). Na data do aniversário mesmo, que é também o Dia Mundial do Teatro e o Dia do Circo, o aniversariante será tema de debate. No Encontro e Cultura, às 16h30min, serão discutidos o fazer artístico, a formação de público e a importância do Teatro Municipal.

“O Teatro faz parte da história de muita gente. Da minha também. Vim do Grupo Ensamble. A gente se apresentou muito nas ruas da cidade, na escadaria do antigo Departamento de Cultura, que hoje é a biblioteca. Ensaiávamos muito na Praça Bruno Nitz, que é hoje a praça do teatro. A gente ocupou as praças da cidade por não ter um teatro”, conta a diretora do Teatro Municipal Bruno Nitz, Potyra Najara, também atriz, artista circense e escritora.

O ator Luciano Estevão trabalha na área há 30 anos, na região, mas só pôde se apresentar em Balneário Camboriú após a inauguração do Teatro.
“Agradeço imensamente a esse espaço. A importância dele para a classe artística da cidade é imensurável”, conta Luciano, também psicólogo (leia abaixo depoimento do artista).

Das apresentações nas ruas ou em palcos de outros municípios, os artistas passaram usufruir de uma estrutura com sistemas de climatização, iluminação, sonorização e automação. O palco mede 12 metros de profundidade e sete metros de altura. De boca de cena, são 10,9 metros. O palco apresenta ainda ciclorama (fundo curvo sobre o qual são projetadas tonalidades de luz) e cortina automatizada. A acessibilidade ao ambiente é garantida por elevador, rampas e sanitários adaptados.

Em 2016, ocorreram 147 apresentações no Teatro, entre espetáculos e outros eventos. Dessas atividades, 92 foram gratuitas para o público. De 1º de maio a 20 de dezembro, quando o Teatro recebeu 114 espetáculos, 17.689 pessoas estiveram na plateia, tanto em eventos gratuitos como nos com entrada paga.

A programação de espetáculos pode ser conferida por meio do endereço http://culturabc.com.br/teatro/.

Programação de aniversário do Teatro Municipal Bruno Nitz*

24 a 27 de março

Sexta-feira (24/03)
Lançamento do edital de ocupação do Teatro

Sábado (25/03)
– 20h: Estreia do espetáculo “O Ambientalista” (classificação é de 10 anos. Distribuição de ingressos a partir das 19h)

Domingo (26/03)
– das 16h às 20h: Ocupação Artística:
Os artistas da cidade tomam a Praça em frente ao Teatro Municipal. Estão previstas apresentações de dança, teatro, música e circo.

Programação cultural
– 16h: Abertura oficial e Célula de Arte Produções (perna de pau)
– 16h10min: Grupo Vida e Recriarte (dança)
– 16h20min: Rafael Salvador (voz e violão)
– 16h40min: Chico Mendonça (música e dança)
– 17h: Casa de Hang Ferrero, Espetos de Pau (poesia)
– 17h10min: Grupo Charruas (dança popular gaúcha)
– 17h20min: Circo Pirata (pocket show)
– 17h40min: Huanita e Rolland Rodrigues (música)
– 18h: Potyra Najara (perna de pau) e Tramando Arte (teatro)
– 18h10min: Michele Chaves (dança flamenca)
– 18h20min: Diogo Rosa (música)
– 18h40min: Valdir Coral (dança)
– 19h: Ana Paula Beling (teatro)
– 19h15min: Priscila Ogg (música)
– 20h: Espetáculo “O Ambientalista” (no palco do Teatro Municipal, com distribuição de ingresso a partir das 19h)

Durante a Ocupação Artística haverá também:
– Interferência artística (Cia. de Teatro Libertad)
– Varal do Verbo -Verbo e Maresia (literatura)
– Circo de Pulga (Teatro, com o grupo Ensamble)
– Inscrição para o Encontro e Cultura, que ocorre dia 27, às 16h30min

Segunda-feira (27/03)
– 16h30min: Encontro e Cultura
Discussão e reflexão sobre o fazer artístico, formação de público e a importância do Teatro Municipal
– 19h: Reunião do Conselho Municipal de Política Cultural

*Toda a programação é gratuita e ocorre no Teatro (Avenida Central nº 50, esquina com a Rua 300, Centro de Balneário Camboriú)

Depoimento do ator Luciano Estevão:
“Quando as cortinas se abrem
ninguem sabe o que ela pode parir
mas se sabe que la de dentro
das entranhas do palco
surge o artista
que é a alma do teatro…

meu poema acima afirma que a alma do teatro é o artista. E nós, artistas, sabemos que nosso corpo se faz no teatro. Por isso, o teatro precisa existir. Tanto como ação dramática de um texto, como, principalmente, estrutura física que possa dar vida ao texto. Em 27 de março de 2014, os artistas da cidade ganharam aquele que é hoje o maior e melhor local para suas apresentações. E toda a comunidade ganhou um espaço de lazer, cultura e entretenimento. Balneário Camboriú possuía e possui vários espaços culturais, porém faltava um local apropriado, o “Locus nascendi” da arte cênica e da cultura da cidade. O teatro principiou grandes produções locais, e pudemos receber várias produções de fora para aprimorarmos ainda mais a cultura local e a formação de plateia. Quis o destino que a primeira apresentação no teatro municipal, depois da inauguração, fosse o velório da maior artista de rádio e declamadora de Balneário Camboriú: Tia Maria. Desde então, sempre que as cortinas se abrem, e a primeira luz se acende focando o artista no proscênio, ouvimos um suspiro de gratidão e sons de passos pelo palco e uma voz que fala baixinho: “quebrem a perna”… Vocês merecem, a cultura merece, Balneário Camboriú merece esse lindo espaço sagrado e profano chamado TEATRO. Parabéns”.

Saiba mais sobre os artistas que se apresentam neste domingo (26)

Rafael Salvador é cantor e compositor formado em Música pela UNIVALI, membro da Associação Brasileira de Música e Artes (ABRAMUS) e aluno do Conservatório de Música Popular de Itajaí.

Em 2014, lançou seu primeiro disco autoral, intitulado “Brazilim”, que está disponível gratuitamente na internet e em todas as redes sociais.

 Chico Mendonça é músico há 15 anos. Sua experiência mais intensa com a música foi no Ministério da Comunidade Católica Transfiguração, onde foi violonista, vocalista, compositor e animador durante seis anos. Atualmente, apresenta-se em bares e em eventos com o percussionista Manoel Batera.

 Manoel Batera iniciou seus estudos com a bateria aos 16 anos. É baterista nas bandas Caixa de Pandoras, Thecla Phaea, Caixa Acústica, Sintonia e no Ministério Vida Plena ( Comunidade Bethânia).

 Taíssa Mendonça é bailaria meia-ponta da Escola de Dança Kaiorra. Estuda Balé, Sapateado, Jazz e Hip-Hop. Já participou de festivais em Itajaí, Timbó e no Festival de Dança de Joinville.

  Hang Ferrero é escritor, poeta e produtor cultural. Possui dois livros autorais publicados e outros seis no formato antologia. É presidente do grupo de escritores “Verbo & Maresia”, membro fundador da Academia de Letras do Brasil Seccional Itajaí SC ( Diretor da Academia Mirim da ALB/ITAJAÍ/SC ) e membro da Câmara Regional do Livro de SC. O escritor faz em suas apresentações o Spoken Word (poesia falada).

 Grupo Artístico Charruas apresenta danças populares do folclore gaúcho. Fundado em 20 de fevereiro de 2010, tem a finalidade de divulgar a dança popular gaúcha e valorizar o tradicionalismo.

Circo Pirata apresenta um pocket show circense com duração de 20 minutos. Uma dupla de piratas demonstrará suas habilidades com números clássicos de circo, como malabarismo, equilibrismo, monociclos, segunda altura, escada e parada de mão.

 Huanita Radke é cantora, compositora e atriz. Integra o grupo de teatro Tramanduarte. Já se apresentou por todo o Estado como vocalista da banda itajaiense Ninguém Sabe. Atualmente, faz parte do dueto musical Flores Astrais com o guitarrista Rolland Rodrigues.

 Rolland Rodrigues é guitarrista do dueto musical Flores Astrais com a cantora Huanita Radke. Já acompanhou diversas cantoras em Florianópolis e Balneário Camboriú. Foi diretor do abrigo municipal de adolescentes. Atua na área social.

 Michele Chaves é professora e bailarina de flamenco. Formada na Argentina, estuda essa dança desde os sete anos de idade. Resume o flamenco nesta frase: “Não é você que escolhe, o flamenco é ele que te escolhe”.

 Ana Paula Beling é atriz, cantora, arte-educadora, diretora teatral e produtora cultural. É mestra em Teatro e Graduada em Licenciatura e Bacharelado em Teatro pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC). Atualmente, tem como seu mais importante trabalho o projeto Avessa (espetáculo teatral, CD e show-espetáculo), no qual, ao lado dos músicos Larissa Galvão e Pedro Loch, leva a identidade feminina para os palcos, abordando como tema central a violência contra a mulher.

  Priscila Ogg é cantora e compositora em turnê nacional (2017) com o álbum “Pelo sentido do tocar”. Também atriz, está em cartaz com os musicais Família Addams (Mortícia) e A Bela e a Fera (Chaleira) pela Ensamble P.A. É ainda escritora, blogueira e desenhista profissional.

  Júlio Elysio Batschauer Filho é diretor, ator e produtor. Frequentou oito cursos, como, por exemplo, de improvisação, interpretação para a televisão e experimentação teatral. Participou de oito oficinas, como de técnicas circenses, acrobacia de solo e tecido acrobático.

 Cia Teatral Libertad retomou seus trabalhos em 2014 em Balneário Camboriú. A Cia, que iniciou suas atividades em Lages, possui uma estrada de fazeres culturais de mais de duas décadas. A “Cia Teatral Libertad” é formada por integrantes com experiência na área cultural e afins, tais como dança, teatro, educação física, ciência do movimento, técnica vocal, expressão corporal, yoga, performance, dramaturgia, educação. Estarão representando a Cia no evento de aniversário do Teatro Municipal a atriz, diretora e produtora cultural Thais Behrendt e o ator Guilherme Trautmann.

Célula de Arte Produções executa, por meio de seu produtor, Gilberto Antunes, diferentes projetos desde 1994, como espetáculos teatrais,performances,shows de circo, projetos socioculturais, além da produção de cenários e adereços para outras cias teatrais.

 

____________________
Informações Adicionais:
Teatro Municipal Bruno Nitz
(47) 3344-1715
Diretoria de Comunicação
Jornalista: Silvana de Castro
(47) 3267-7022
www.balneariocamboriu.sc.gov.br
facebook.com/prefeituradebalneariocamboriu
instagram.com/prefeiturabalneariocamboriu

Matérias similares

No related posts found.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *